Mato Grosso do Sul

O Mato Grosso do Sul, situado na região Centro-Oeste, apresenta-se como estado com forte vocação agrícola e se destaca como um dos principais destinos de Ecoturismo do Brasil, em especial pela região de Bonito, a principal referência do país em Ecoturismo e pelo Pantanal, uma das maiores planícies alagáveis do planeta, que abriga uma rica fauna e flora que atraem observadores de vida silvestre de todo o mundo.

Em ambos os destinos, um conjunto de iniciativas de empresários, que buscam oferecer experiências de qualidade, somadas a organizações da sociedade civil e poder público, formam uma parceria que traz competitividade, visões estratégicas tendo o Ecoturismo como foco no desenvolvimento de políticas públicas para o setor.

Na região de Bonito os destaques são as atividades de flutuação nos rios de águas límpidas, as visitas às cavernas alagadas, com destaque para o Abismo Anhumas e a Gruta do Lago Azul, e as inúmeras cachoeiras e rios para banhos. O destino tem uma organização singular de atrativos, agências de receptivo, guias, pousadas e restaurantes que funcionam de maneira coordenada, utilizando o sistema de voucher único que assegura controle de visitação, arrecadação de impostos para o município e preservação da natureza.

No Pantanal o destaque são as Pousadas Pantaneiras, que são hospedagens no meio ambiente natural, em muitos casos, sedes de fazendas que oferecem atividades de observação de vida silvestre, alimentação e uma programação completa de vivência do modo de vida no Pantanal. 

De acordo com o Mapa do Turismo do Ministério do Turismo, o estado conta com oito regiões turísticas que somam 42 municípios. As regiões turísticas de maior destaque são: Bonito/Serra da Bodoquena, que inclui Bonito; Jardim e a região turística do Pantanal, que inclui Corumbá, Aquidauana e Miranda. Importante mencionar duas regiões em pleno desenvolvimento: Rota dos Ipês, que inclui a capital do estado Campo Grande e a Rota Cerrado Pantanal, que inclui os municípios de Costa Rica, entre outros.

O estado do Mato Grosso do Sul tem 60 unidades de conservação, sendo 2,45% das unidades do país que protegem os biomas Cerrado, Pantanal e Mata Atlântica, de acordo com o Painel de Unidades de Conservação Brasileiras do Ministério do Meio Ambiente. Entre as unidades de conservação temos: 12 Parques; um Parque Nacional: o Parque Nacional da Serra da Bodoquena e cinco Parques Estaduais. O destaque no estado entre as unidades de conservação fica para as Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN), onde projetos de Turismo e conservação de grande importância são realizados, como por exemplo a RPPN Buraco das Araras e a RPPN Fazenda Caiman.

Boas Práticas

FAÇA PARTE

Participe agora mesmo do Portal Sebrae de Ecoturismo e tenha acesso a maior plataforma online com conhecimentos, boas práticas e oportunidades no Turismo Sustentável. É totalmente gratuito e fácil para empreendedores, gestores e profissionais que atuam nos destinos brasileiros.

Quero participar